Temps  4 hores 56 minuts

Coordenades 1272

Data de pujada 13 / de novembre / 2016

Data de realització de novembre 2016

  • valoració

     
  • informació

     
  • Fàcil de seguir

     
  • Entorn

     
-
-
379 m
107 m
0
3,6
7,2
14,32 km

Vista 4226 vegades, descarregada 145 vegades

a prop de Pedreiras de Baixo, Setúbal (Portugal)

Começo na localidade das Pedreiras (Sesimbra) , passando pelo Píncaro (A arriba da Serra do Risco constitui o ponto mais alto da costa continental portuguesa (380 metros no Píncaro, quase a pique até ao mar), sendo a escarpa litoral calcária mais elevada da Europa. Ao contrário de outros relevos da região, esta elevação não corresponde a uma estrutura em dobra (anticlinal), mas sim a um doma. O seu aspecto distinto, especialmente quando observado de perfil, levou Sebastião da Gama a descrever a Serra do Risco desta forma: «A serra tem o ar de uma onda que avança impetuosa e subitamente estaca e se esculpe no ar; é uma onda de pedra e mato, é o fóssil de uma onda».) , passando pela Marmita do Gigante ( As marmitas parecem ter origem em irregularidades existentes nos leitos rochosos dos rios. Estas irregularidades retêm nas suas proximidades alguns seixos. A acumulação de seixos vai provocar um movimento turbilhonar da água e consequentemente um movimento circular das partículas. Pouco a pouco, devido ao atrito, as partículas vão escavando depressões mais ou menos circulares, no leito do rios, dentro das quais ficam aprisionadas. Com o decorrer do tempo, as depressões aumentam de dimensões e os seixos que estão no seu interior tendem a ficar esféricos.) e terminando na localidade de Pedreiras
Pedreira
Píncaro
Marmita do Gigante

3 comentaris

  • Foto de Mário (Lobo) Guedes

    Mário (Lobo) Guedes 14/11/2016

    nesta altura do ano ( Novembro ) requer algum cuidado redobrado nas zonas de rochas pois elas se encontram muito escorregadias

  • carlasagm 28/01/2018

    Até chegar à Serra, perguntava me onde estava a parte difícil.. Mas aí, para uma rapariga sozinha, a ficar sem bateria no telemóvel e logo sem GPS.. Bem, foi um "Risco" bem corrido! Valeu a pena as massagens da rija vegetação (valeram as calças resistentes) e os arranhões nas mãos 😂 no fim cansada, mas realizada e de alma lavada com o esplendor das várias etapas do trajecto 💚

  • carlasagm 28/01/2018

    He fet aquesta ruta  verificat  veure detalls

    Há uma parte na serra do risco em que é um pouco difícil seguir o trilho, de resto, protejam o corpinho, porque parece que vão ser engolidos pela vegetação 😍 mas vale a pena a paisagem e, a paz..

Si vols, pots o aquesta ruta.